História de um agricultor

Webnode

Havia certa vez um agricultor que vivia nas montanhas. Ele era muito pobre, e todos os outros agricultores também eram muito pobres naquela região.

Mas, pelo próprio esforço e trabalho, ele conseguiu comprar um cavalo. Ele ficou muito feliz porque agora tinha um cavalo que poderia ser usado na lavoura.

Os agricultores mais próximos ficaram com certo ciúme daquilo. Porém, eles foram felicitar o vizinho pela compra do cavalo. E lhe disseram: “Oh! Você deve ser um homem de muita sorte por ter um cavalo. Nós desejamos boa sorte a você”. Mas o agricultor respondeu: “Boa sorte, má sorte, quem sabe?”.

Depois de algum tempo, infelizmente, o cavalo escapou, fugindo para a região selvagem das montanhas até o vizinho para lhe expressar solidariedade e lhe disseram: “Oh! Realmente lamentamos muito que seu cavalo tenha escapado. Que má sorte!”.

E o agricultor respondeu: “Bem, má sorte, boa sorte, quem sabe?”.

Passou-se certo tempo e o cavalo voltou para casa, mas não veio sozinho. Ele trouxe consigo outros seis cavalos selvagens. E agora, ao invés de um, o agricultor tinha sete cavalos. Realmente ele era um homem de sorte! E os outros agricultores foram novamente à casa do vizinho para cumprimentá-lo e lhe disseram: “Oh! Você é realmente um agricultor de muita sorte”.

E, com toda a simplicidade, o agricultor respondeu novamente: “Bem, boa sorte, má sorte, quem sabe?”.

Um dia, o filho mais velho do agricultor quis domesticar um dos cavalos. Ele montou o cavalo e foi até a floresta para domá-lo. Mas ele não era treinado para fazer aquilo e o cavalo lançou-o contra o rochedo. Quando trouxeram este pobre rapaz para casa, ele estava com seus ossos quebrados. Foi realmente uma tragédia para aquela família. E, novamente, os outros agricultores foram visitar o amigo e lhe disseram: “Oh! Lamentamos muito por esta falta de sorte”.

Novamente o agricultor respondeu: “Má sorte, boa sorte, quem sabe?”.

E veio a guerra. Soldados vieram até aquelas montanhas para recrutarem todos os jovens que estivessem em boas condições físicas e levá-los para a guerra. E levaram todos os filhos jovens dos agricultores. Quando os soldados chegaram a casa deste agricultor e viram que seu filho estava com todos seus ossos quebrados, é claro, não puderam levá-lo.

Então, os outros agricultores foram uma vez mais à casa deste agricultor e lhe disseram: “Oh! Como você tem sorte!”. E, mais uma vez o agricultor respondeu: “Boa sorte, má sorte, quem sabe?”.

 

Moral da história:

Se você vier me dizer que realmente não tem sorte, pelo grande problema que tem, permita-me responder assim: “Boa sorte, má sorte, quem sabe?”.

A moral desta história é esta: Seja qual for a situação em que eu me encontre, Deus poderá sempre extrair coisas bonitas dela. Deus é tão bom que pode extrair coisas boas também de algo que seja mal em si, para o nosso próprio bem.

A cura interior verdadeira e completa acontece quando não nos consideramos pessoas de má sorte porque temos algum problema. Muitas vezes, aquele problema é apenas uma peça de um quebra-cabeças em nossa vida.

Ao olharmos para tal peça, ela poderá parecer algo inútil; ao olharmos para ela, poderá parecer algo trágico. Mas, depois, quando você junta esta peça com todas as outras peças, ela completa e um belo plano, um projeto bonito de Deus tem para nós.

Portanto, por favor, não desanime, mesmo se tiver que enfrentar problemas muito sérios.

Webnode

Contato

Pesquisar no site

Bem-vindo ao nosso site  

QUE DEUS TE ABENÇOE!

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate; sede nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e a todos os  espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.

Link

Esta seção está vazia.

© 2012 Todos os direitos reservados.

Loja virtual grátis

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!